segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Yolita Sá.
Sessenta anos a gente não completa e nem escreve sozinha. Durante esses anos, conheci pessoas, companheiras, que muito tinham a ver comigo e outras, nada tinham. Fiz um caminho de flores e de espinhos e caminhei sobre ele observando as curvas, ora vislumbrando um horizonte, a terra molhada, perfumada, ora tropeçando e tentando desviar das pedras pontiagudas. Por tudo; pelos anos e pela vida em si, estou agradecida. Tenho família, amigos e bens materiais. Realizada estou: sou mãe, tenho mãe; crio um cachorro (Babu); conheço Paris; pude chorar ao ver Lenin mumificado em seu mausoléu na Rússia, e já agradeci a Deus por estar a bordo de um navio na Grécia e poder admirar as ilhas imponentes em rochas negras sob um sol imenso e alaranjado que se escondia lentamente no mar azul turquesa, eu ví. Hoje estou em Cuba, seguindo os rastros de Che e Fidel (um sonho). Mas, isso não me basta! Quero viajar mais, explorar o mundo, da forma como olhava o livro de geografia e sonhava conhecer aqueles lugares distantes de onde morava. Quero ainda celebrar por décadas, a vida que se renova às cinco da manhã quando o sol tímido se descortina e chega à minha janela. Nesta data, gozando de saúde física e mental (vide bula), agradeço a Deus pela oportunidade de ser mais uma criatura repleta de sentimentos e sensações indescritíveis. Sessenta anos a gente não esquece. (é igual ao primeiro sutiã) Não é um divisor de águas, nem data prá reflexões, nem marco de juventude nem me remete a terceira idade. Sessenta anos é só um tempo, um registro no calendário, uma data de aniversário de milhares de pessoas no mundo, um dia a mais para envelhecer e comemorar. E hj comemoro em alto estilo. Não sei se era assim que eu queria ou desejava, mas ficará guardado na memória de mais um dia bom e feliz. Hoje comemoro vida e agradeço a Deus e a minha Nossa Senhora por tudo isso vivido.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

O COCHILO DA TARDE: QUANTO TEMPO VOCÊ DEVE DORMIR APÓS O ALMOÇO PARA GANHAR SAÚDE E DISPOSIÇÃO
Descansar um pouco depois do almoço pode ser interpretado por muitos como um mero ato de preguiça.
No entanto, pesquisas revelam que a sesta é, na verdade, muito importante para a nossa saúde.
O que devemos fazer, então, é tirar uma soneca de 15 a 20 minutos, diariamente.
Isso fará com que nosso cérebro renove as energias, principalmente quando se tem algum evento importante.
Depois do cochilo, a mente fica mais estável e veloz.
Para restaurar a memória emocional, processual e aumentar a criatividade, o cérebro precisa de 1h e 30 minutos de descanso, que é um ciclo completo de sono.
Por outro lado, uma sesta que dura mais de meia hora é perigosa, pois sair dela é mais difícil e, quando nos levantamos, estamos mais cansados do que antes.
Com a correria da sociedade contemporânea, os cientistas foram estimulados a pesquisar como dormir menos e continuar com saúde e bem-estar.
A descoberta e que não precisamos dormir pelos menos 8h por dia.
Na verdade, 7h durante a noite e 20 minutos depois do almoço é o suficiente para garantir energia necessária para as próximas 3 ou 4h.
Talvez você esteja dizendo que não tem tempo para descansar durante o dia, mas saiba que um cochilo de 5 a 10 minutos é muito melhor do que não descansar hora nenhuma, segundo estudo publicado no site PubMed.

Esse tempinho, que aparentemente é insignificante, é capaz de aumentar as habilidades cognitivas e de alerta, além de:

domingo, 27 de novembro de 2016



Biografia de Che Guevara

Che Guevara (1928-1967) foi um guerrilheiro argentino. Foi um dos principais líderes da Revolução Cubana. Percorreu de moto quase toda a América Latina. Presenciou na Guatemala, a queda do ditador Jacobo Arbenz. Conheceu Fidel e Raul Castro no México e integrou-se ao Movimento Nacionalista Revolucionário. Acreditava na construção do Socialismo. Na Bolívia, organizou um grupo guerrilheiro, com o objetivo de unificar o regime político da América Latina.
Ernesto Guevara de la Serna (1928-1967) nasceu em Rosário, Argentina, no dia 14 de junho de 1928. Filho de Ernesto Guevara y Lynch e de Celia de la Serna y Llosa. De família rica, estudou medicina na Universidade de Buenos Aires, concluindo o curso em 1953. Participou das lutas em oposição a Juan Domingos Perón. Fez várias viagens de moto por províncias argentinas e por vários países da América Latina.
Em 1951 iniciou com Alberto Granado, uma viagem de Buenos Aires a Caracas, na moto do amigo. Em 1953 visita a Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Panamá, Costa Rica e Guatemala. Essas viagens vieram reforçar seu ideal socialista, diante de tanta desigualdade social. Em dezembro desse mesmo ano, presenciou na Guatemala, a queda do presidente Jacobo Arbenz, pelo governo americano.
No México conhece Fidel e Raul Castro, exilados depois do golpe de estado do ex-sargento Fulgêncio Batista, apoiado pelos americanos. Guevara se integra ao Movimento Nacional Revolucionário de Fidel e participa, em 1956, do movimento para derrubada do governo de Fulgêncio. Em janeiro de 1959 após vitórias decisivas Guevara e Camilo Cienfuegos ocupam Havana. No novo governo, Che Guevara participou da reorganização do país, exerceu o cargo de Ministro da Indústria e Comércio e foi Presidente do Banco Central.
Em 1965, foi para o Congo, lutar no movimento guerrilheiro contra a ditadura do General Mobutu. Com o fracasso, seguiu para a Bolívia, onde organizou um grupo guerrilheiro, com o objetivo de unificar os países da América Latina. Durante seis meses, sem o apoio dos camponeses, Guevara e seus comandados vagaram pelas montanhas, até serem descobertos pelo exército boliviano. Ferido em combate, o grande revolucionário foi executado por um soldado, cumprindo ordens do Coronel Zentero Airaya.
Che Guevara morreu em La Higuera, na Bolívia, no dia 9 de outubro de 1967. Seus restos mortais foram encontrados em uma vala comum, na cidade de Vallgrande e levados para Cuba. Foi enterrado no Mausoléu Guevara, na cidade de Santa Clara, capital de Villa Clara, a duas horas de Havana.

sábado, 26 de novembro de 2016


PONTO DE VISTA--O AMAR--POEMA
Quando se ama,às estrelas do céu,como que,
lembram à pessoa amada; que nos parece linda
e radiante.Quando à simpatia é forte; fala o amor.


Quem ama tem o coração brilhante de luzes e sonhos...
Porém, precisa usar palavras doces e suaves,de maneira
terna e carinhosa. O te amo, é fundamental!
Liberdade é essencial, a confiança necessária.
Palavras fortes,agressões e imposições,por vezes, matam 
o relacionamento,até o amor.Como à luz do sol que se apaga,
lentamente,ao entardecer.São arestas que sempre machucam.
Amar é lindo privilégio...
é alegria de viver...
é bela inspiração...
é presente dos céus...
é ser iluminado..
é sonhar acordado..
é amar e ser amado..
é sorrir para á vida...
é ser abençoado...
é viver entre um jardim de flores....
é dar ser pensar no receber..
é viver fitando o azul do céu e
o verde dos mares...
é pintar à natureza de várias cores...
é sentir o bem e a bondade...
é nutrir os bons sentimentos..
é falar à língua dos anjos...
é sentir Deus Criador em todos os cantos..
O amor é o sentimento divino, que mata a teoria dos 
ateus que negam à existência de Deus , sua obra
fantástica e maravilhosa de toda criação dos mundos,
dos céus,mares e infinito temas e locais.
O amor que transforma os homens, lhes dando esperanças, otimismo,fé e atitudes dignas de elevados seres humanos.


O amor e à razão devem prevalecer e não à personalidade forte.
Quem ama, adora conversar,trocar ideias,
planejar,ser feliz...
É o encanto das pequenas coisas..
Amar é sentir o mais doce perfume , na pessoa amada.
É viver nas nuvens,sonhando á toa,procurando pequenos presentes; um chocolate,uma prenda,uma flor,um ligação noturna,fora d hora.
É adorar o encontro dos olhos...do sorriso cativante.
É gostar de beijar de mil maneiras...
Amar é divino, é belamente humano,é a felicidade.
(alberynunes--24/11/16